LIVRE
DE
MÉMOIRES
About me...

Marceli Fleming, 22, loves cinematographie, music, herb plants and poetry. Biggest time : Hang out with friends around the world, in a sunny day.

@

MYFlickr_PHOTOGRAPHY MYTumblr_LIVRE_DE_MEMOIRES FOLLOW!
quinta-feira, 7 de dezembro de 2017 @ 13:11
As vezes me questiono sobre toda essa reflexao em torno de mim e das minhas relaçoes... Eu tenho a impressão de buscar algo no outro que me complete, sendo que essa pessoa so possa me complementar. Eu sou a unica que tem o poder de ser o que eu quero ser. Porque esperar algo do outro? Porque viver na expectativa? Toda esses estudou relacionais homem vs. mulheres, mulheres vs mulheres e ai por diante, me faz muito pensar em algo que eu não consigo entender, é confuso, é complexo. Entendo alguns valores, o respeito que deve sempre existir, mas até aonde podemos esperar que o respeito tenha a mesma definição? Qual é o limite do respeito? Amo essa pessoa... eu os preciso de tempo para mim e para ela, percebermos que tudo isso nao passa de uma briga boba de duas pessoas que não conseguem dialogar. O silencio me mostrou que a minha visao era unilateral, era sobre a busca da minha independencia. Independencia esta que nao deveria repousar sobre ninguém, nem sobre aquele que nao a entende. Eu sou a unica a quem isso toca. Vivo uma deconstruçao. E hoje aprendi que essa deconstruçao depende somente de mim. O resto agira por si so. Preciso me responsabilizar pelos meus atos e minhas consequencias. E realmente, devolver esta liberdade a pessoa que na verdade tenta se responsabilisar por algo que nao a canta. Quero um ciclo novo, ao lado daquele que amos, ainda ha muito trabalho a fazer, mas eu sou a unica responsavel, e a unica consequencia, eu sou quem eu sou, selvagem, porém carinhosa, marginale, mais unie <3
0 Comments
back to top?
sábado, 18 de novembro de 2017 @ 01:39
finais
estou sempre fugindo de alguma coisa... de estação em diante, abandono medos que me assombram, e que alimentam a duvida e o questionamento Como é possível duvidar de algo que um dia tivemos tanta certeza? Hoje também tenho essa certeza... Nao sei como passar por isso. Seguirei firme, feliz. Alias, se hoje tomo esta decisao, é na certeza de que existem outras coisas me esperando, coisas das qual nao precisarei fugir Onde poderei reencontrar o que me fazia ter tanta certeza no que eu sentia É quase tao difícil de sair que de entrar... tenho a impressao que foi quase nessa mesma época, uns anos atras que decidi tomar uma decisão. Afrontar o nao. So que foi sim... Hoje sou eu quem exponho esse nao, que ja nao me é estranho, e que habita meus pensamentos, nutrindo uma ideia de algo a mais. um recomeço. Eu acredito em mim, acredito que mereço mais... acredito que nao mereço ser tradada como alguém que se deve esconder ou enganar. Gostaria d ser tratada do mesmo jeito que eu trato as pessoas: com carinho e atençao. Ja tentei tantas vezes... entender, descifrar, dialogar... mas parece impossivel. Preciso me dar ao valor. Entender que nao mereço (ninguém merece) ser deixada para tras, como uma opçao que nao cabe ao momento, ou como algo que ja faz parte do cenario. Quero aprender, compartilhar, crescer! Quero poder discutir assuntos que nos farao crescer, eu e o mundo! Quero poder viver sem medo, sem vergonha de mostrar quem eu sou, e sem precisar pisar em ovos para descobrir quem as pessoas sao. Quero ter a mente livre, a liberdade de fazer o que eu bem entender. Quero que alguém se sinta interessado por mim, quero ser interessante. Quero inspirar, amar, correr e tomar banhos de chuva... sem medo de cair ou de se sujar. Quero alguém com quem compartilhar de igual a igual, alguém com quem contar apoio e com quem me inspirar a cada momento. As vezes me questiono se isso é uma fantasia minha, ou se realmente é possivel. Existe outro jeito de saber, senao tentar? Afinal, também temos que aprender como dizer adeus, como terminar e como reconhecer o que ja nao faz mas sentido. Todo fim anuncia algo novo. E que venha! =)
0 Comments
back to top?
sexta-feira, 30 de setembro de 2016 @ 23:00
0 Comments
back to top?
segunda-feira, 25 de novembro de 2013 @ 16:20
mirroir mirroir
Est-ce mon image ce que je vois? Ou le reflet de la tienne? Ce que je vois en toi, mon profond, reflété L'image est-t-elle dont relative à nos pensées? Impossible, ta beauté! dans le doute de ces chemins bouleversés, je garde la certidude de que tes yeux sont des précieuses raretés!
0 Comments
back to top?
quarta-feira, 20 de novembro de 2013 @ 12:49
desespoir
je me suis laissée décourager... décourager par la masse cette masse aveugle toutefois puissante dans cette foule, je me suis désorientée merci mon coeur, de me le rappeler à chaque jour, que c'est dans la masse qu'ont s'est rencontré et même si on s'est égaré je te promets de retrouver ma fermeté, qui me menera à mon ange bien aimé.
0 Comments
back to top?
sábado, 12 de outubro de 2013 @ 20:51
l'infini
de toutes mes amours, tu est mon dernier, comme la derniere cigarrete, la derniere bouchée, le dernier baiser, le denier, mais le plus facile à abandonner, le coeur rempli de désir, et une vie entiere qui m'appelle, qui me fait rappeller, que meme si c'est la derniere fois, tu vis en moi... dans ce désir, qui a de la misere a accepter, que la fin est arrivée. Un jour je comprendrai, que si je te garde allumé et totalement enflammé, les dernieres fois n'existent pas. je compte les secondes avant de te recroiser, je compte les jours avant de t'annoncer, que malgré la vie m'ayant testé l'infini m'est voilà devoilé.
0 Comments
back to top?
domingo, 11 de setembro de 2011 @ 01:17
reflèxe.
sérieusement, je ne veux plus comprendre,
ça franchit mes limites, je ne suis plus capable.

peut-etre que un jour, là, dans le futur, je vais rire de tout ça,
peut-etre que ça ne passera que des beaux souvenirs,
mais d'une chose j'ai la pleine certitude.
J'irai jamais l'oublier, je n'ouserai pas le faire, non, jamais.

j'étais capable de voir le reflexe dans ton âme, tes yeux.
Mon reflexe, mon âme.

Mais là, c'est trop pour moi.
Je ne veux plus comprendre, je ne veux plus le savoir,
je vais seulement attendre.
Ce que le futur nous amenera.

Marcadores: , , , ,

0 Comments
back to top?
monthly archive

Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Novembro 2009 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Agosto 2010 Setembro 2010 Novembro 2010 Janeiro 2011 Junho 2011 Setembro 2011 Outubro 2013 Novembro 2013 Setembro 2016 Novembro 2017 Dezembro 2017
recent entries

As vezes me questiono sobre toda essa reflexao em ... finais mirroir mirroir desespoir l'infini reflèxe. Ame soeur... Ame soeur... Lovers never sleep alone...